quinta-feira, 19 de julho de 2018

[RESENHA] Escolhida

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês? Espero que estejam ótimos!

No final do mês passado, a escritora Elena Johnson me falou que faria uma leitura coletiva (LC) de seu livro Escolhida, que eu fiquei bastante curiosa para saber mais por causa dos quotes que ela selecionou e da sinopse. Essa também foi uma LC um pouco parada e demorei mais do que eu gostaria na leitura. Mas de forma geral é um livro bem interessante para quem gosta de livros de fantasia, que envolvam seres mitológicos. 
Autora: Elena Johnson
Amazon
2018
315 Páginas

Sinopse: "June Andrew é filha do segundo homem mais rico da costa Leste dos Estados Unidos. Por isso, está sempre cercada de seguranças, o que deixa sua liberdade limitada. Em seu aniversário de dezessete anos, a garota vê uma oportunidade de ser livre e comemorar da melhor forma possível sua saída do ensino médio e sua já conquistada vaga na universidade de seus sonhos.
Em uma viagem de cruzeiro de duas semanas pelas ilhas do Atlântico, dada de presente por seus pais. June terá a chance que precisa para provar aos seus pais e a si própria que não é mais uma menina que precisa de seguranças vinte e quatro horas por dia, e assim, evitar de estar cercada por eles na faculdade, poder ter liberdade para dirigir o seu próprio carro e medir seus próprios passos.
Porém o destino tem uma ideia diferente para o seu futuro. June sofre um terrível acidente ao cair do navio, que a deixa muito machucada e à deriva no Atlântico por um dia. Sua salvação aparece no formato de uma ilha, linda e misteriosa que aparentemente seria deserta..."
June Andrew ganhou um belo presente de aniversário, passar duas semanas em um cruzeiro sem seus pais ou guarda costas. O que a deixou muito feliz, pois já estava cansada de ser seguida por todo lado, ao mesmo tempo em que se sentia um pouco insegura, pois estaria sozinha pela primeira vez. Sua mãe reluta um pouco em deixá-la ir, mas não a impede. Os primeiros dias no cruzeiro foram calmos e June foi logo fazendo algumas amizades.

"Não consigo tirar da mente essa sensação estranha que estou sentido. Possivelmente é apenas o medo do desconhecido falando mais alto."

Em um desses dias, ela tem um sonho bem estranho, que parecia real, a deixando um pouco inquieta, mas sem dar tanta importância assim. Só que ela começa a se assustar quando coisas que aconteceram nele parecem estarem acontecendo. E, de fato, elas se tornam reais. June se desequilibra quando se encosta nas barras do navio, por sorte ela consegue segurar num bote salva-vidas antes de cair. Ela se machuca bastante, mas consegue ficar no bote. As coisas ficam ainda piores ao começar uma forte chuva. Quando ela percebe, já está próxima a uma Ilha.

"Choro, deixando todos os sentimentos negativos saírem do meu sistema, não faz mal algum extravasar um pouco, mas não posso perder o foco. Não agora. Não sozinha."

Tubarões começam a cercá-la, mas ela sente mãos a puxando e a levando dali. Ela foi deixada em uma gruta e não havia mais ninguém no local. June estava machucada e sozinha. O medo era enorme, mas o instinto de sobrevivência era maior. Por sorte, ela participou de acampamentos e conseguiu se virar. Mesmo assim, ela queria encontrar alguém, queria voltar logo para casa.

"O medo está me mantendo em pé. É tudo que eu tenho agora."

Ela não consegue encontrar uma pessoa sequer na Ilha e seu celular continuava sem sinal por mais que ela andasse pelo máximo que seus pés machucados conseguiam suportar. O desespero ia tomando conta, mas ela sempre focava em sobreviver. Finalmente ela escuta vozes, são pessoas cantando e ela corre para encontrá-las. Todos muito bonitos, altos, ela observa de longe, mas logo é vista. Eles tinham duas opções: matá-la ou transformá-la. Para sua sorte, Ágata, a rainha, decidiu transformá-la. Mas antes ela precisa passar por um treinamento.

"Esse mundo novo que acabei entrando é mágico, perigoso, excitante e empolgante, porém o medo cresce a cada palavra que me dizem."

June não tinha alternativa, teria que se esforçar muito nesse treinamento, Atina lhe tira algumas dúvidas, mas quanto mais ela pensa, mais perguntas ela tem. Afinal como assim eles não eram humanos? Sereias e tritões? Nada disso fazia muito sentido, exceto pelo fato de que todos podiam fazer coisas incríveis. Atina também queria saber como June tinha passado pelo escudo e entrar na Ilha, algo que nem ela sabia como explicar.

Ela será treinada por Atena, que não tinha ido com a cara dela nem um pouco. E Derek tinha a missão de protegê-la todo o tempo, o que os torna bem próximos. O treinamento é extremamente pesado, mas todos, exceto Atena, procuram tratá-la bem. Aos poucos ela vai aprendendo e ficando cada vez mais forte. Sua aproximação com Derek se torna algo mais e eles se apaixonam. Não deixando as sereias muito felizes.

"Eu me apaixonei por você na noite do meu primeiro pesadelo depois de tudo. Quando eu acordei chorando e gritando e você me segurou em seus braços e não ligou para as minhas lágrimas. Você apenas me abraçou e falou comigo."

Se June vencer uma prova, ela será transformada e poderá visitar sua família, afinal, ela seria um deles e não contaria seus segredos. Ao pensar nisso depois de tanto tempo, ela ficou confusa, pois ainda sentia muita falta de seus pais, ao mesmo tempo em que só de imaginar fora da Ilha, ela já sentia saudade de todos ali.
O livro está disponível no formato e-book lá no site da Amazon.
Ajudem para que mais pessoas conheçam o livro postando sua avaliação na Amazon e resenha no Skoob.

Encontrem e sigam a autora no Instagram.
A parte inicial do livro não me prendeu muito, o que tornou a leitura arrastada. Continuou um pouco assim quando June chega à Ilha e consegue resolver as coisas um pouco "fáceis". E fica bem melhor quando ela encontra as sereias e os tritões, especialmente Atena, Atina, Ágata e Derek. A explicação do surgimento das sereias, do fato de elas e as feiticeiras não se darem bem, é muito interessante. Todo o treinamento e o que veio a seguir conseguiram me prender e me deixar submersa na leitura.

A autora escreve muito bem e descreve melhor ainda, o que faz com que o leitor se sinta realmente dentro daquele mundo que ela criou. Os personagens (sereias e tritões) são todo bem cativantes, até mesmo a implicante Atena. Acho que a minha favorita seria Atina, apesar da sua mania de ler a mente da June.

Gostei também da forma que a autora escreveu o final do livro, e fiquei bastante curiosa e ansiosa para ler o próximo!

Espero que tenham gostado 💙

sábado, 7 de julho de 2018

[RESENHA] Manual do Anti-Esquecimento

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês? Espero que estejam ótimos!

Hoje eu trago a resenha do livro Manual do Anti-Esquecimento, em parceria com a autora Fátima Aparecida da Silva. Um livro bem leve e divertido, para todas as idades!
Autora: Fátima Aparecida da Silva
Editora: Independente
2018
300 Páginas

Sinopse: "O que um garoto faria se estivesse com amnésia? E se só tivesse esquecido a infância e sentisse que algo importante estava sendo perdido? Kennedy Murray não medirá esforços para descobrir mais sobre si mesmo. 
Com 16 anos, humor contagiante e uma popularidade inevitável, o irlandês não sabe mais o que fazer para se lembrar dos primeiros anos de vida. Está decidido a tentar novos métodos, assim talvez consiga alcançar seu objetivo num futuro extremamente próximo. E ele ainda precisa fazer isso sem deixar os populares descobrirem seu segredo: Por debaixo do corpo atlético, Kennedy é, na verdade, nerd dos pés à cabeça. O problema é que uma certa garota intrigante e insuportavelmente autêntica pode distraí-lo mais do que deveria ser possível. 
Kennedy conhece Elizabeth de uma forma inusitada. Foi ódio à primeira vista... Pelo menos foi o que Ken achou antes de ambos terem que viajar juntos por um longo tempo. Países diferentes, pessoas novas, segredos... Bem, tudo pode ficar divertido com o tempo, certo? Mas, ainda assim, Elizabeth pode acabar com todo o plano de anti-esquecimento do garoto. E agora?"
Kennedy (Ken) é um típico garoto popular. Mas isso porque tem medo de demonstrar sua verdadeira personalidade, medo de ser julgado por aqueles que acredita serem seus amigos. Sua irmã Bridget (Bri) é viciada em duas bandas britânicas e a One Direction. E é através dela que ele conhece Elizabeth (Lizzie). Ele a pega no flagra dançando e cantando no quarto de sua irmã e o primeiro contato dos dois não é nada amigável.

"Tenho que esconder que sou viciado em livros, fingir que sou levemente burro, não lembro da minha infância e agora consegui conhecer uma garota que me tira do sério."

Ken decide se tornar amigo dela, afinal, sua irmã gostaria disso. Lizzie não demonstra ser nada fácil, mas ele é insistente e vai tentar se aproximar dela de todo jeito. De um jeito bem atrapalhado, aliás. Ela é uma nerd, daquelas que não tem vergonha ou receio algum de demonstrar isso, nem se importa com as opiniões alheias. Isso também chamou a atenção de dele, já que eles tinham várias coisas em comum, como algumas bandas, escrever poesias, ter gosto pela leitura. Mas isso ele vai descobrindo aos poucos. E é uma viagem que eles farão juntos (e com os familiares de Ken e Connor, seu melhor amigo) que eles vão se conhecendo mais.

"Poucas horas com ela, diversos pensamentos ridículos. Poucas horas com ela, várias discussões. Poucas horas com ela, um nariz quebrado. Poucas horas com ela, perda de controle. O que aconteceria se eu ficasse dois meses próximo de Elizabeth Fitzwilliam?"

O sentimento de Ken por Lizzie vai mudando e ele vai se apaixonando por ela. Isso faz com que ele tente conquistá-la. Mas ele tem outro problema, precisa recuperar sua memória. Ele não se lembra do que aconteceu antes dos 6 anos e essa lacuna na memória o deixa sempre inquieto. Se ele ficar mais próximo de Lizzie, isso seria ruim, certo? Afinal, a garota era uma distração. Seu jeito divertido, seus gostos, até mesmo sua doce voz. Faziam Ken ficar completamente encantado.

"Uma música do Mc Fly afirma que amar é fácil. (...) E lá estava eu, apaixonado, ferrado e contrariado. Não demorou muito para que eu descobrisse que Love Is Easy é a maior mentira existente."

Lizzie também acaba tendo seus sentimentos mudados. O fato de Ken tentar "acertar" cometendo vários erros acaba deixando um pouco divertido. Mas é o que ela descobre sobre a personalidade dele que a conquista mais. Só que ela sabe que mesmo se lhe der uma chance, eles voltarão para a escola um dia, e lá ele não é nada disso.
O livro está disponível para compra no site da Amazon, e aproveitem porque até o domingo (dia 08/07/18) ele está GRATUITO! Depois da leitura, vocês podem ir lá no Skoob e dar sua opinião, assim como comentar no site da Amazon.

Quem preferir, pode ler a degustação lá no Wattpad. Mas aproveitem a promoção!

Encontrem e sigam a autora no Instagram.
É um livro colegial, leve e bem divertido. Narrado em primeira pessoa, pelo Ken, que tem pensamentos bem agitados e confusos! O livro é bem escrito e toda a história se encaixa, inclusive a perda de memória dele, que envolve dor e mentiras. Mas aos poucos ele vai descobrindo algumas (muitas) coisas. E Lizzie acaba ajudando, apesar de ela realmente ser uma distração para ele. Cada capítulo tem uma regra do Manual, regras que não são seguidas por Ken e ele geralmente acaba se dando mal.

Algo que, para mim, foi legal e ao mesmo tempo um pouco chato, foram as inúmeras músicas e bandas citadas no livro. Algumas (poucas) músicas eu conhecia, mas a grande maioria não. Fiquei realmente "boiando" e eles super empolgados! (risos)  Mas eu fui procurando algumas no Spotify, gostei de várias, até acrescentei na minha lista e isso ajudou bastante. A mais legal foi a que coloquei na foto, Love Is Easy, do Mc Fly.

É um livro para dar boas risadas! Mas também levanta um assunto importante: o bullying. Ken procura esconder sua verdadeira personalidade por medo dos demais alunos. Como a própria Lizzie, que sofreu bastante com isso, inclusive e, porque não dizer, especialmente pela ex do Ken, Rose. Pessoas que criticam, julga, falam mal e até mesmo agridem fisicamente! Mas a forma como Ken muda, lida e ajuda a Lizzie a lidar com essa situação é bem legal.

A evolução e amadurecimento do Ken durante todo o livro é bem interessante. O quanto ele muda ao conhecer Lizzie, e também ao descobrir tantos segredos que o cercaram durante toda a sua vida. Ele passa a não ter medo de seus sentimentos e, o mais importante, de ser quem ele realmente é.

Se você não curte um romance hot, gosta de romances fofos (e mesmo assim cheio de problemas) e engraçado esse livro é para você!

Espero que tenham gostado! 💗

segunda-feira, 25 de junho de 2018

[RESENHA] Entrega Total

Olá, pessoal!
Como vocês estão? Espero que ótimos!

Hoje é o último dia da leitura coletiva do livro Entrega Total, em parceria com a escritora F. Gerbatin. 
E, para finalizar, farei a resenha do livro! Vou tentar não deixar o início muito repetitivo com o resumo das primeiras impressões, mas algumas coisas não vou ter como tirar, então relevem. Vamos lá?
Autora: F. Gerbatin
Editora: Independente
2018
318 Páginas

Sinopse: "Olívia tem um plano simples quando se muda para Charlotte, Carolina do Norte; Não se envolver com qualquer cara por um tempo indeterminado. Mas a vida resolve sabotar os seus planos. Quando Leon Rousseau entra em sua vida, ela não tem certeza de ser capaz de chuta-lo para fora. Ele é intenso, insensível e arrogante. Como uma chama que ela sabe que não pode tocar, mas não tem nada que a impeça de tentar. Olívia sabe que Leon nunca foi do tipo de se envolver emocionalmente com qualquer mulher e ela está consciente de que não poderá mudar o seu jeito de pensar sobre isso. Seus sentimentos convergem. Porém, a atração que existe entre eles é muito maior do que qualquer pensamento contra ou palavras que podem machucar. Ela o quer. Ele a quer. Não existe um meio de negar isso. Seu mundo ruge e é como se tudo desmoronasse ao seu redor."
Olívia (Liv) decidiu se mudar, queria esquecer tudo aquilo que havia passado, recomeçar. Já não bastava a morte de seus pais, algo que a marcou eternamente, o último acontecimento foi demais para suportar ficar naquele lugar. Ela não iria se fazer de "coitadinha", pelo contrário, estava decidida e não iria permitir que a machucassem novamente.

Então ela vai morar em outra cidade com sua melhor amiga, Bella. Uma mulher linda e cheia de energia, não que Liv também não fosse assim, mas ela achava a amiga perfeita. Bella gosta de, por vezes, tratar Liv como sua "boneca" e arrumá-la da melhor forma. Tem muito dinheiro, pois vem de uma família muito rica, e faz questão de pagar tudo.

Na chegada à cidade e ao apartamento onde irá morar com Bella, Liv é "intimada" pela amiga  a comparecer a um jantar na casa dos pais dela. Algo que ela cogita não ir, mas não poderia fazer esta desfeita. Então um dos irmãos de Bella vai buscá-la, lindo e simpático, deixando-a encantada. Quando chega à mansão dos pais da amiga, Liv fica realmente impressionada, sabia que eles eram ricos, mas não tanto assim! A mãe de sua amiga também é encantadora, o pai já é um pouco mais sério, só que fechado mesmo e até grosseiro foi o outro irmão de Bella: Leon.

"Leon, como ele me mandou chamá-lo, está me olhando intensamente, como se eu fosse algum ratinho de laboratório e ele fosse o cientista maluco. Bem, ele parece ser maluco."

A partir do momento em que se encontraram, Liv não consegue tirá-lo da cabeça, porque ele a irritava, mas também porque ele a atraía de uma forma que ela não conseguia explicar. Ele a fazia pensar em coisas que ela prometeu a si mesma que não iriam mais acontecer com ninguém, muito menos alguém como ele. Tão mal educado e tão... Maravilhoso. (OPS!)

"Eu estava pronta para conservar meu coração gelado. Mas então, algo voraz aconteceu e derreteu toda a camada fina de gelo que eu tinha construído."

Mas não foi só Liv que ficou atraída, Leon ficava fora de si quando o assunto era a amiga de sua irmã. Ele a queria, e se a queria ele iria tê-la. Essa possessividade dele fazia com que ela tivesse um misto de prazer e medo. Ela não desejava ser usada, não permitiria que ele a enganasse e lhe causasse sofrimento, já havia passado por coisas demais. Mas o fato era que ela também o queria.

"Eu o quero perto, mas também o quero longe. Minha cabeça está tão confusa quanto um maldito novelo de lã."

Leon não desistiria de Liv. Apesar de inicialmente agir como se ela fosse apenas um "passatempo", o que ele sentia tornava-se cada vez mais forte. E, ao mesmo tempo em que ele faria de tudo para mantê-la ao seu lado ele temia que algo do passado acontecesse novamente. Era sempre uma confusão e uma explosão de sentimentos. E Liv não seria apenas mais uma, se ele a queria, teria que ser de verdade, com tudo que um relacionamento deveria ter.

"Preciso ter uma prova de que tudo isso é real. De que não é apenas um sonho muito fantasioso. Que eu tenha certeza de que ele realmente existe e que não é minha imaginação brincando comigo."
O livro está disponível atualmente para compra apenas no formato digital, no site da Amazon.

Encontrem e sigam a autora:
Tumblr.

Ela também publica livros lá no Wattpad!
E, após a leitura, deixem seu voto e comentários, resenha, lá no Skoob.
Gostei muito desse livro! A leitura é leve e rápida, a autora consegue manter o leitor curioso do início ao fim. Sempre querendo descobrir os segredos... E quantos segredos! Leon e Liv são um casal bem quente, então se você gosta de livros assim, esse é ideal!

Essa foi a segunda leitura coletiva que participei e confesso que a primeira foi bem mais agitada, com relação à interação do grupo em si, mas fiz postagens sempre que pude, me baseando em experiência com outros grupos e outras autoras parceiras. Mesmo assim, foi algo que senti um pouco de falta.

O livro em si é muito bom! Como eu disse antes, você começa a leitura e não quer mais parar! A evolução de Liv e Leon é muito legal, gosto muito de livros assim, de superação, da garra dos personagens, das mudanças de atitudes... Claro que Leon foi babaca várias vezes e isso me irritava bastante! Mas aos poucos ele foi melhorando, seu amor por Liv fez com que ele aprendesse a ser mais gentil e a não temer seus sentimentos.

Liv passou por muitas tribulações, mas aos poucos ela vai conseguindo tomar as rédeas da sua vida. O amor, em todos os sentidos (relacionamento amoroso, amizade, amor próprio), a tornou ainda mais forte. Gostei bastante de Bella também, a amizade delas começou de um jeito bem imprevisível (ou seria o inverso?), mas era realmente verdadeira. Isso fora as novas amizades que Liv fez aos poucos, com pessoas bem diferentes e especiais.

Espero que tenham gostado e que adquiram o livro.
Realmente vale à pena!

terça-feira, 19 de junho de 2018

[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Entrega Total

Olá, pessoal!
Como estão? Espero que ótimos!

Esse mês estou participando da leitura coletiva do livro Entrega Total, em parceria com a escritora F. Gerbatin. Hoje trago para vocês as primeiras impressões do livro.
F. Gerbatin
Amazon
2018
318 Páginas

Sinopse: "Olívia tem um plano simples quando se muda para Charlotte, Carolina do Norte; Não se envolver com qualquer cara por um tempo indeterminado. Mas a vida resolve sabotar os seus planos. Quando Leon Rousseau entra em sua vida, ela não tem certeza de ser capaz de chuta-lo para fora. Ele é intenso, insensível e arrogante. Como uma chama que ela sabe que não pode tocar, mas não tem nada que a impeça de tentar. Olívia sabe que Leon nunca foi do tipo de se envolver emocionalmente com qualquer mulher e ela está consciente de que não poderá mudar o seu jeito de pensar sobre isso. Seus sentimentos convergem. Porém, a atração que existe entre eles é muito maior do que qualquer pensamento contra ou palavras que podem machucar. Ela o quer. Ele a quer. Não existe um meio de negar isso. Seu mundo ruge e é como se tudo desmoronasse ao seu redor."
Olívia (Liv) passou por um momento bastante complicado em sua vida, por isso resolve morar com sua melhor amiga, Bella. Elas se dão muito bem, mas, apesar de ainda não ter um emprego, Liv se incomoda um pouco por sua amiga sempre querer pagar tudo para ela, só que como ela é bem insistente acaba concordando.

Apesar de cansada, Liv aceita jantar na casa da família de Bella, afinal, não podia fazer essa desfeita com a amiga. Chegando lá, se espanta em quão ricos eles são. Conhece os familiares da amiga e entre eles está Leon. Desde o primeiro momento em que se encontraram, ele já se mostrou cuidadoso com os objetos e bem implicante.

"Leon, como ele me mandou chamá-lo, está me olhando intensamente, como se eu fosse algum ratinho de laboratório e ele fosse o cientista maluco. Bem, ele parece ser maluco."

Liv havia prometido a si mesma que não queria se envolver com homem algum. Mas a atração que sentia por Leon a fez ir contra sua própria vontade. E isso fez com que ela ficasse sempre em conflito interno. Ajudava o fato de ele ser uma mistura de grosseiro com sedutor.

"Eu estou engolindo um bolo em minha garganta. Uma vontade de me virar e mandá-lo ir à porcaria da merda, mas não faço. Eu nunca faço. Apenas escuto quando ele se afasta, indo a uma direção da casa da que eu não sei aonde vai dar."
O livro encontra-se disponível em formato digital no site da Amazon.

Vocês podem encontrar a autora pelo Instagram.
Eu confesso que já finalizei a leitura, porque não consegui parar de ler. Mas vou colocar aqui a minha visão dos primeiros capítulos. Inicialmente eu achei Leon muito controlador e isso me irritou bastante. Liv, apesar de dar as devidas respostas, acabava se entregando aos seus sentimentos, confusos, mas que pouco a pouco iam se firmando em algo que ela não havia planejado, algo que ela não queria, mas que aconteceu.

Bella é uma ótima amiga, alto astral. E se preocupa de verdade com Liv. O que também acontecia por parte dela. A leitura é leve e o leitor realmente fica preso, sempre querendo saber quais os segredos que Leon tanto esconde para ter aquela personalidade, e para saber o que aconteceu de tão forte no passado de Liv.

Vou parar por aqui para não falar demais, mas desde já indico o livro para quem gosta de romance cheio de conflitos, e também do fato de a mulher não se deixar ser controlada (no caso, pelo menos não completamente).

Espero que tenham gostado!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

[RESENHA] Contos de um Maluco Beleza

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês? Espero que estejam ótimos!

Hoje eu trago para vocês mais uma resenha. Desta vez do livro Contos de um Maluco Beleza, do escritor Vicente de Melo, em parceria com a Editora Kiron 💕 Desde já agradeço mais uma vez pela parceria e confiança, e por publicarem esse livro tão interessante de um cantor e compositor incrível (e um dos meus favoritos)!

Essa será uma resenha um pouco diferente, já que tratam-se de contos.
Autor: Vicente de Melo
Editora Kiron
2018
124 Páginas

Sinopse: Raul Seixas foi um cantor e compositor baiano. Gênio e irreverente, disseminou suas ideias através de belas canções, numa mistura de “rock”, forro e baião, aproveitando elementos da música regional brasileira. Desafiando o sistema, em plena ditadura militar, ele preconizou uma “Sociedade Alternativa” com o grito de “...faças o que tu queres, pois há de ser tudo da lei...”. Anarquista romântico, sonhou com uma sociedade onde todos seriam iguais, livres nos pensamentos, livres nos ideais, livres nos procedimentos, sem a interferência de políticos populistas, demagogos e inescrupulosos.

Suas ideias incomodaram. E como incomodaram! Dessa forma, Raul Seixas brigou com os donos do poder econômico, principalmente os representantes das grandes gravadoras, e com a mídia, que não aceitavam suas músicas críticas, independentes e revolucionárias. Por outro lado, os “homens de farda” o viam como um “perigo” ao sistema vigente. Sendo assim, o astro foi convidado a se retirar do país. Foi o começo de uma grande frustração para ele, para a sua legião de fãs e, principalmente, para a arte musical brasileira.

De volta ao país, quase que no ostracismo, recusado pelas grandes gravadoras, lutando contra a depressão, Raul Seixas ainda realizou alguns projetos. Porém, cada vez mais decepcionado, ele foi se autodestruindo pelo uso das drogas e do álcool. Assim, em 21 de agosto de 1989, o grande Raulzito, o gênio criador do “rock-baião”, eterno “Maluco Beleza”, sucumbiu. No entanto, suas ideias ficaram eternizadas nas mensagens passados em suas canções. Mensagens essas que, ainda hoje, parecem atualizadas diante do cenário político, social e econômico do país.

Diante disso, aproveitando a legião de fãs que a cada dia cresce mais no Brasil, surgiu a ideia do livro “Contos De Um Maluco Beleza”. Sendo assim, fazendo uma leitura ótica de algumas das principais músicas de Raul Seixas, escrevi os contos inspirados nas mensagens dessas mesmas músicas. São “estórias” escritas não só para os “raulseixistas”, mas para todos os públicos, de todas as idades. São “estórias” não só para ler, mas para pensar e para refletir sobre as situações de nosso dia a dia, tentando entender, a cada momento, alguns atos do ser humano.  (O autor)
O livro é composto pelo Prefácio, escrito por Manoel Jevan, que foi o primeiro leitor da obra, e por 22 capítulos. No primeiro, o autor explica um pouco sobre sua história como "raulseixista" e como ela começou. Ele viu e ouviu o Raul pela primeira vez em um programa de televisão e desde então se tornou um "fã de carteirinha". Começou a comprar seus discos e teve a oportunidade de ir a shows do cantor.

"(...) Ouvir Raul Seixas é diferente. É indescritível. É inexplicável. É incomparável. É, sem dúvida, fazer uma viagem num disco voador, passeando no meio das miríades de estrelas que povoam as galáxias, muitas vezes encontrando com um 'carimbador maluco' pela frente."

Os próximos 21 capítulos são contos baseados em músicas escolhidas pelo autor, cada capítulo intitulado com o nome de uma canção do Raul, muito bem conhecidas pelos fãs do cantor. E, mesmo pra quem não é fã ou não goste muito, é praticamente impossível não ter ouvido sequer uma vez na vida "eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo", ou "tenha fé em Deus, tenha fé na vida, tente outra vez", "viva, viva, viva a sociedade alternativa", ou até mesmo "eu vou ficar, ficar com certeza, maluco beleza".

Não sei bem qual foi o critério do autor para escolher as músicas e escrever seus contos. Talvez as mais conhecidas, talvez simplesmente as que ele mais gosta. Mas ficou muito interessante. Cada capítulo nos faz imaginar próximos ao Raul, isso porque, pelo menos para mim, era como se fosse ele falando (ou escrevendo) cada um deles. E como se a partir deles fossem escritas suas músicas (e não o inverso, como foi feito).

"(...) Comecei a escrever sem parar. As palavras deslizavam na tela branca como dançarinos na pista de gelo. Escrever é a única maneira de extravasar meus sentimentos e expor minhas ideias."

E quantas ideias! Quantas críticas! Que mente que ele tinha... A cada capítulo vamos mergulhando nas palavras, imaginando cada uma daquelas situações, comuns e loucas, que são escritas pelo autor. É como uma extensão das músicas, como se o escritor descrevesse para nós de onde vieram as ideias para o Raul compor cada canção e foi como estar entrando na mente dele ou como se estivéssemos presenciando aquele momento.
Vocês podem adquirir o livro em dois formatos, o físico no site da Editora Kiron e o e-book no site da livraria Saraiva.

Encontrem e sigam a Editora:
- Instagram;
- Facebook.
Fiquei muito feliz quando a Editora me enviou o livro porque me considero uma "raulseixista". Isso por influência (ou herança?) de meu pai, porque eu cresci escutando as músicas do cantor e ouvindo histórias sobre ele. Minha música favorita quando criança era "Carimbador Maluco", quando começava "5... 4... 3... 2... Parem! Esperem aí... Onde é que vocês pensam que vão? Ã, ã..." era uma festa (risos). Atualmente eu escuto no celular e sempre que meu pai coloca no som.

Falando sobre os contos, achei bastante criativos! O engraçado era que sempre que tinham frases com trechos das músicas, imediatamente eu começava a cantar mentalmente. Achei muito interessante essa ideia de escrever contos a partir das músicas do Raul. Com certeza muitos fãs do cantor, sejam eles mais antigos ou mais jovens, vão adorar!

E, se você é um deles, não percam tempo! Adquiram o livro e viagem num disco voador também!

Espero que tenham gostado 😗

terça-feira, 5 de junho de 2018

[RESENHA] Anjo Imperfeito

Olá, pessoal!
Tudo bem com vocês? Espero que estejam ótimos!

Hoje teremos mais uma resenha do escritor Adalberto Scardelai, parceiro aqui do Ramificando Desta vez será do livro Anjo Imperfeito. Vamos lá?
Autor: Adalberto Scardelai
Editora: Kiron
2012
116 Páginas


Sinopse: "A vida de alguém pode mudar em uma semana? Estar no lugar certo, na hora certa, pode levar a acontecimentos jamais imaginados? Quem traça nosso destino, nós mesmos ou Deus? Essas e outras perguntas podem ser respondidas ao ler Anjo Imperfeito. A fé está em jogo, assim como a realidade, o sangue frio e o amor. Os interesses vêm à tona. O poder, tão desejado entre os homens, ultrapassa os limites do imaginável."
Deise sai de Manaus, sua cidade natal, e vai buscar melhores condições de vida em Santos. Mas, ao chegar lá, tudo que encontra são dificuldades, então para se manter ela se torna uma prostituta. Um dos homens que ela "trabalha" é Jorge, um traficante perigoso e que a trata muito mal.

Na doca cinco do cais do porto ela espera por alguém para conseguir seu dinheiro. Mas ela acaba presenciando um assassinato, essa cena iria trazer uma série de acontecimentos que mudariam sua vida.

"Deise, num misto de pânico e desespero, silencia diante de tal cena, e assim permanece por alguns minutos, quando finalmente sai do cais, em passos rápidos e temerosos na escuridão."

Ela fica com muito medo, sai daquele local o mais rápido possível, até chegar ao local em que mora. No outro dia procura Jorge pedindo para ele falar com a polícia, o que ele descartou imediatamente. Aquele acontecimento não saía de sua cabeça. Deise esbarra em um homem, que se apresenta, seu nome é Mebahel. Um nome bem diferente, um nome de anjo. Ela se sente bem ao lado dele, mas ainda permanecia focada na cena, lembrou que o homem assassinado carregava uma pasta. Arriscou-se muito para encontrá-la e a guardou com pouco cuidado.

Mebahel tinha que pegar aquela pasta. Ele era um anjo, sim, era. Isso porque ele se apaixonou por uma humana, o que não era permitido, fazendo com que suas asas fossem arrancadas. Aquela missão seria sua chance de se redimir, além de uma importante decisão a ser tomada. Deise deveria entregar urgentemente aquela pasta, mesmo assim, sua vida ainda estaria em jogo.

"Mebahel  ama aquela moça e não existe nada mais poderoso entre o céu e o inferno que o amor. O mesmo amor que destruiu Mebahel fará com que ele ressurja das cinzas como uma fênix."

O homem assassinado no cais foi o Cardeal Valcey, isso porque trazia consigo algo muito importante: a medalha de São Bento. Esta é usada contra o mal e é muito poderosa, podendo destruir todo ele do mundo. Quem estava muito interessado nessa medalha era Hekaniah, mas não para o bem, e ele faria de tudo para possuí-la.

Só que Mebahel e seus novos companheiros não iriam permitir que Hekaniah conseguisse a medalha. Seria uma luta absurdamente arriscada. Todos corriam perigo. Todos sentiam certo medo. Mas esse medo deveria ser enfrentado. E seria no local em que tudo ali começou.

"No escuro do cais do porto, ouço passos vindos em minha direção... Meu coração está prestes a explodir em pedacinhos de cacos de vidro."

Vocês podem adquirir o livro no site da Editora Kiron.

Visitem o site do autor e conheçam mais sobre ele e suas obras!
O livro é pequeno mas a história é bem escrita e detalhada. A leitura é leve e o autor consegue manter o leitor atento até o final. É uma mistura de suspense e aventura. Além da curiosidade sobre a medalha de São Bento em que o autor explica muito bem e achei isso muito interessante. Gosto de histórias de anjos, demônios... E mais ainda juntando com investigação policial!

Mebahel precisa decidir sobre o que é mais importante para ele, seguir sua função celestial ou lutar para ter uma vida normal ao lado de sua amada. Não era uma decisão fácil. Também gostei da demonstração de que devemos ter "cuidado em quem confiamos", isso porque pessoas bem próximas a ele estavam apenas interessados em se beneficiar de sua ajuda.

Deise também precisou tomar uma decisão: voltar para sua antiga cidade ou continuar com aquela vida desregrada. Toda decisão seria difícil. Gostei do desenrolar da história e da forma como os acontecimentos foram se encaixando, deixando o leitor sempre curioso para saber o que viria a seguir.

Mais uma vez agradeço ao autor pela parceria e confiança! Sempre me surpreendendo com seus livros incrivelmente elaborados!

Espero que tenham gostado, que adquiram o livro 
e mergulhem na leitura!


quinta-feira, 31 de maio de 2018

[RESENHA] Salvos Pelo Amor

Olá, pessoal!
Como estão? Espero que ótimos!!

Hoje trouxe uma resenha de um livro muito especial: Salvos Pelo Amor, da escritora Juliane Rodrigues. Quem me conhece bem pouquinho sabe que gosto de vários tipos de escrita, de gêneros literários... E também sabe o quando gosto das mensagens deixadas pelos autores nos livros. Às vezes são bem simples, outras são bem mais profundas e nos fazem refletir bastante. Esse livro faz parte do segundo caso. E por que não falar que esse livro pode realmente ajudar a salvar alguém? Por vezes, durante a leitura, frases, trechos e situações no livro mexeram bastante comigo, até me deram certa paz. Sim, paz. Vamos lá? Espero que nessa resenha vocês consigam entender um pouco do que estou falando.
Escritora: Juliane Rodrigues
Editora: Independente
2014
324 Páginas

Sinopse: "Tudo não passava de uma brincadeira de mau gosto. Ofendido por sua ex-namorada, após ser traído por ela, Nic, guitarrista de uma banda relativamente famosa, vê no fato de Clara não ser uma mulher bonita a possibilidade de provar algo.
Mas tudo muda quando ele fica doente. Clara tem que se decidir: abrir a porta de sua casa para o guitarrista arruinado ou deixá-lo à própria sorte.
A convivência com alguém tão especial fará com que Nic queira mudar e ser salvo por ela. Ele está certo de que Clara é um anjo, mas, anjos existem?
Com o convívio, Nic absorve exemplos de Clara e compartilha escolhas que o fazem mudar, mas Clara ainda não está preparada para essas mudanças.

Salvos pelo Amor deixa claro que ninguém é tão feio quanto se vê ou tão belo quanto se idealiza."
Dois jovens completamente diferentes. Nic era guitarrista de uma banda, o Ribanas, tinha o hábito de dormir bem tarde e, consequentemente, levantava à tarde. Apesar disso, ainda era pontual nos ensaios, pois realmente amava o que fazia. Era, geralmente, bem sério e gostava de se vestir de preto. Mas não como um "rock star". Clara trabalhava numa gravadora, a Records, apesar de ser muito competente e estar empregada lá a muitos anos, ainda não fora reconhecida pela empresa, não assessorando nenhum artista famoso. Não era muito vaidosa, vestia-se com calças maiores que seu número, usava camiseta e tênis, também não largava a mochila e, claro, seus óculos. Seu cabelo estava sempre preso, às vezes bagunçado, mas ela não se importava com isso.

"Poucas pessoas são tão obstinadas quanto Clara. Ela não via a possibilidade de as coisas darem errado, e mesmo que isso acontecesse, ela sempre via a saída antes de todos."

Clara tinha 46 irmãos. Não, eu não digitei errado, são 46 irmãos! Isso porque ela é adotada, assim como eles. Durante a infância, todos moravam no Amanhecer, um orfanato cheio de amor. Como era a única menina/mulher entre eles, talvez tenha aprendido a se vestir assim pela convivência, ou simplesmente por achar mais confortável. Ela era muito amorosa, todos gostavam dela e ela fazia amigos por onde passava.

Já Nic era bem complicado. Não se relacionava muito bem com a família e, também por isso, morava sozinho. Achava que tinha muitos amigos, porque quando ia pra "farra" estava cercado por muitos conhecidos, mas não era bem assim. Ele estava magoado, acabou de sair de um relacionamento em que fora traído, só que a sua tristeza talvez não fosse por amá-la, mas a forma como ela o fez.

Nic e Clara não eram completamente desconhecidos. A banda dele era assessorada na empresa que ela trabalhava e eles acabavam se encontrando, mas só se falavam quando absolutamente necessário. Certo dia, Nic faz uma espécie de aposta com seus colegas de que encontraria uma pessoa melhor que sua ex, depois pensou que, na verdade, qualquer mulher seria melhor. A escolhida para essa "demonstração" foi justamente Clara. Ele se aproximou com um objetivo egoísta e até mesmo cruel. Ela foi educada. mas não gostava dele.
Mesmo assim os dois acabaram saindo, afinal, Nic queria que seu plano desse certo o mais rápido possível. Ele e Clara se conheceram um pouco mais. E nesse pouco ele já começava a se arrepender, ela era uma boa mulher e não queria machucá-la. Quando sai para beber acaba se excedendo, precisava descontar na bebida tudo o que ele estava sentindo. No outro dia não apareceu para o voo com a banda, era um show importante e ele parecia ter se esquecido disto. Clara, então, fica encarregada de encontrá-lo, e assim o faz. Ela conseguiu entrar em seu apartamento e o viu caído no chão, desacordado.

Sem alternativa, ela o leva para o hospital. Permanece lá até saber como está a saúde dele, enquanto isso, a banda encontrou um novo guitarrista, iriam sem ele. Desde, então, Nic foi expulso da banda, mas ainda não sabia disso. Ele estava doente, diagnosticado com hepatite C, não poderia mais beber e tinha que seguir todas as indicações do médico. Precisava ser cauteloso, coisa que ele não era. Mas, para sua sorte, Clara estava ao seu lado, era boa demais para deixá-lo sozinho. Fazia muito tempo que ele não entrava em contato com a família e não poderia falar para pedir cuidados. Ela então o deixa ficar na casa dela, seria só por uma noite, mas ele passa mal novamente e ela acaba cuidando dele por vários dias.

Nesse tempo em que conviveram na mesma casa, Nic conheceu lados de Clara que lhe chamavam muito a atenção. Não, ele não a achava bonita, mas era boa, divertida, focada e ele começou a admirá-la cada vez mais. Quando deu por si, esse sentimento estava se transformando em amor. Algo que ele não queria, não poderia se permitir amá-la. E fez tudo para impedir isto. Clara se acostumou com a sua companhia, aos poucos Nic melhorou seu temperamento, estava mais agradável e isso era muito bom. Pensava em comprar um cão quando ele fosse embora, ficar sozinha novamente seria estranho.

"Quando foi dormir, Nic tinha certeza de três coisas: a primeira é que ainda não tinha sido feliz de verdade, a segunda é que Clara era uma mulher feia e a terceira era que ela mexia com ele, que retirava dele sentimentos adormecidos."

Clara era um anjo para Nic, ela o fez mudar para melhor, o fez querer ser melhor. Seus sentimentos estavam cada vez mais claros, mas ela não parecia sentir o mesmo. Estaria Nic realmente a amando ou seria apenas gratidão? Poderia Clara sentir o mesmo? Eles se separariam e seguiriam suas vidas normalmente ou permaneceriam juntos? São perguntas respondidas ao longo de uma leitura leve e cheia de amor.

"(...) Onde está a felicidade para um, pode não estar para outro, bem como a forma de se obter felicidade é relativa. Tudo vai depender  de por qual janela do prédio você está olhando o que quer ou deseja; no momento que se alcança o que se almeja, entende-se que encontrou a felicidade.  (...) Mas ser feliz é mais do que isso."
O livro está à venda em formato físico e pode ser adquirido no site Salvos Pelo Amor.

Sigam:
Instagram;
Skoob.
Sobre o Movimento Salvos pelo Amor

"O grupo cresceu e se organizou com o objetivo de testificar que o Amor pode salvar. Dessa forma, prestam apoio e assistência a projetos já existentes e buscam ser exemplo e incentivo ao surgimento de novos grupos que atuem pelo Amor.

O movimento não tem caráter religioso ou político, podendo-se dizer que o Amor é a sua principal bandeira.  Vem desempenhando planos cada vez maiores para falar e viver o Amor, tal qual propõe o livro: Amor a Deus, a si mesmo, à família, entre o casal e ao próximo.

A primeira e principal atribuição dos voluntários do movimento são as festas realizadas mensalmente em dois abrigos para menores (orfanato e casa de passagem), na cidade de São Gonçalo/RJ. Mas o desejo de fazer mais por essas crianças foi crescendo e o grupo se mobilizou para o lançamento do livro infantil Ser Diferente é Legal, cuja arrecadação será totalmente revertida em favor das causas sociais nas quais o movimento atua." (A escritora)
O livro é escrito em terceira pessoa, mas de uma forma que o leitor consegue entender cada detalhe, cada pensamento e sentimento dos personagens, e isso já me cativou bastante. A forma como a escritora "conversa" com o leitor durante o livro é bem interessante e nos faz sentir mais próximos. É contada a história de Clara e Nic, como eles eram quando praticamente não se conheciam e a forma como ambos mudaram após conviverem. Sim, não foi só Nic que mudou, Clara também mudou bastante.

Ela o fez querer e ser melhor, e ele revelou sentimentos que ela mantinha preso a muito tempo, sentimentos sobre "se sentir feia". Afinal, era assim que as pessoas a viam: fisicamente feia. E ela buscava compensar isso sendo gentil, eficiente, eficaz, cuidadosa, responsável... Até que isso parecia não ser o suficiente. Isso realmente a machucou e a Nic também.

É um livro escrito com amor, de forma claramente visível na leitura, cheio de amor e que transmite amor!! Sabe aqueles livros que te fazem sentir bem? Este é um deles. Muitas coisas comentadas nesse livro nos fazem refletir sobre nós mesmos, de uma forma bem especial. Nos faz pensar sobre nossa fé e o que ela realmente é. Nos fazem pensar sobre nosso relacionamento conosco, com outras pessoas e, principalmente, com Deus.

Eu fiquei simplesmente encantada e grata!
Agradeço imensamente à autora pela parceria, paciência e por me apresentar a um livro tão maravilhoso!

Espero que tenham gostado, que adquiram o livro 
e se permitam ser preenchidos pelo amor!