terça-feira, 15 de agosto de 2017

[RESENHA] Uma Nova Mensagem

Autora: Erika Gomes
Amazon
2017
211 Páginas

Sinopse: "Uma mulher bem resolvida, independente. Cris teria tudo para ter uma vida no mínimo legal... Se não fosse sua frustração sexual!!! 
Uma mensagem de um número desconhecido... Um perfil de um homem encarando o oceano... Tudo o que eles tinham em comum, era o desejo de transformar aquele engano em uma certeza.
Mas a vida acaba pregando peças e alterando as situações no decorrer do caminho. Outras pessoas são envolvidas e todas as certezas de Cris, escorre por seus dedos, quando ela se depara com alguém real que balança todo o seu mundo.
Liberte-se, há uma nova mensagem esperando você!"
Cris tem duas coisas que toda mulher deseja: está satisfeita com o seu corpo e trabalha no que gosta. Apesar de geralmente estar atrasada, faz seu trabalho muito bem feito. Ela só tem um problema: sua vida sexual super parada, fazendo com que Cris ficasse imersa em livros e filmes, muitas vezes tirando-a completamente da realidade. Isso preocupava muito suas amigas, Amélia e Eduarda, que decidiram ajudar a amiga de todas as formas.

- Sim, uma porta para outro mundo. – Eduarda concordou.
- Mas eu não quero ir para Nárnia. – A voz da Cris não passava de um sussurro.
- Nárnia? – Eduarda riu alto, jogando a cabeça para trás de forma exagerada – Amiga, aqui está mais para a “gozolandia”.

Elas foram em vários locais. Mas Cris ainda não tinha encontrado a pessoa que fizesse com que ela se animasse e pudesse "se perder". Numa manhã, lendo um de seus livros, ela recebe uma mensagem anônima, por engano, de um cara que ela acabou salvando como Quem é você?. Desde então eles começam a trocar mais e mais mensagens, cada vez mais íntimas. O que fez com que Cris começasse a ter um grande interesse.

"Cris estava gostando da brincadeira, o humor leve das mensagens estava deixando sua manhã mais interessante. Ela fechou o livro, guardando dentro da bolsa e se ajeitou com o celular na mão."

Ela estava começando a se sentir cada vez mais envolvida, a cada momento ela desejava tê-lo ao seu lado. Sentia saudade, sentia ciúmes de alguém que ela nem sabia o nome. O que muitas vezes a fazia se sentir um pouco "anormal", será que aquilo deveria mesmo existir?

19:41 “Quer me matar de saudade?” 
E com aquela única frase, Cris perdeu todo o ar, sorria de forma boba, lendo e relendo as cinco palavras, os suspiros de menina apaixonada, teimavam em escapar de seus lábios, demorou alguns minutos para responder, queria viver cada detalhe daquele momento.

Mas uma coisa fez com que Cris começasse a desanimar com relação ao seu desconhecido, que parecia cada vez mais próximo, ela descobre que, na verdade, ele mora muito distante e, apesar de ele deixar claro que isso não seria um empecilho, ela começa a se afastar um pouco, não queria criar mais expectativa ao redor de alguém que talvez ela nunca conhecesse.

Eduarda e Amélia não desistem de fazer a amiga sair de casa e ter uma vida de uma "garota normal". Acreditavam mesmo que tinham que tirar Cris de sua vida parada e de viver pensando em ficção. Numa de suas saídas, suas amigas lhes apresenta Fernando, um cara muito bonito e com um charme que lhe fazia querer se perder com ele em algum lugar.

"Ele sorrio para ela, exibindo dentes brancos e perfeitamente alinhados e duas covinhas profundas nas bochechas.
- Covinhas – Cris não conseguiu conter a palavra em seus lábios.
- Não entendi?! – Ele sorrio ainda mais e se aproximou tentando ouvir o que ela falava.
- Eu disse que você tem covinhas quando sorri.
- Hum... É eu sei, quando se é bebe, ter covinhas é lindo... Mas aos 34 anos, elas acabam perdendo um pouco a graça. – Ele riu dando de ombros.
- Eu não acho, covinhas são encantadoras em qualquer idade."

Os dois se atraíram e logo foram para um outro local. Passam a noite juntos e, para ambos, cada momento vivido juntos ali foi incrível. Cada toque, cada palavra, cada gesto fazia com que Cris se encantasse cada vez mais. Esquecendo-se completamente, nesse momento, daquele estranho que tanto lhe chamou a atenção dias atrás.

"Cris riu ainda com os lábios tomados pelos lábios de Fernando, que a beijava como se sua sobrevivência dependesse daquele contato."

Quem é você? e Cris voltam a se falar. E ela começa a ficar com seus sentimentos confusos. Deveria entregar seus sentimentos a um homem que ela não sabe nem o nome e que talvez encontraria um dia? Ou deveria deixar seus sentimentos por Fernando, um cara real e incrível, que está ali ao seu lado?
Pra quem não gosta ou simplesmente não lê livros eróticos, talvez não se atraia muito pelo livro. Mas a estória é incrível e totalmente diferente do que imaginei quando iniciei a leitura. Este último, não num sentido ruim, pois se mostrou ainda melhor. Momentos em que o leitor fica realmente preso ao livro e, até mesmo, dividido juntamente com a Cris, mas depois torcendo loucamente por um dos dois.

Uma leitura leve e textos bem escritos. Com direito a frases incríveis de autores famosos em cada início de capítulo, característico da autora. Indico pra quem gosta de romance erótico e que está pronto para se surpreender!

O livro está à venda no formado e-book na Amazon por um preço super acessível! Não vão perder, heim?

Espero que tenham gostado!

💜

sexta-feira, 21 de julho de 2017

[Primeiras Impressões] Acidentalmente Apaixonados

 Sinopse:

Ela só quer diversão...

Meu nome é Melanie, e acabei de me formar na faculdade. Meu objetivo é ter uma carreira de sucesso, isso mesmo, carreira. Apesar de estar descansando, no momento, é isso o que quero.
Agora todos estão imaginando que devo ser louca ou homem, só porque o meu maior sonho não é casar-me e ter filhos.
Entenda uma coisa sobre a doce e pervertida Mel: relacionamentos são complicados e entediantes, por que diabos eu iria querer isso agora, se posso me divertir tendo sexo alucinante a noite inteira e me mandar antes de o sol aparecer? Pode ter certeza de que uma noite comigo será inesquecível!

Ele não quer compromisso…

Meu nome é Thomas, apesar de estar inteiro, eu não sou mais o mesmo homem que era. Um ano é capaz de fazer uma grande diferença.
Hoje, o meu maior desejo é ter de volta a minha vida, a maioria das pessoas pensam em casar-se e ter filhos, não sou contra o continho de fadas, só acho que ele não foi feito para mim.
Divirto-me com as mulheres que cruzam o meu caminho, não me entendam mal, elas sabem exatamente o que quero e como quero. Nunca prometi amor eterno, mas, no final da noite, o prazer comigo é sempre garantido.

Uma noite pode ser a perdição ou a salvação de ambos.
Olá, pessoal! 
Tudo bem com vocês? Espero que estejam ótimos!

A Editora Essência Literária convidou seus parceiros para escreverem as primeiras impressões do livro Acidentalmente Apaixonados, da escritora Juliana Santander, que será lançado em breve pela editora. O que tenho para dizer é que o livro já conseguiu chamar completamente minha atenção e tenho certeza que será incrível!
Melanie, ou Mel, é uma garota super animada e divertida, que não tem medo de correr atrás dos seus sonhos e faz de tudo para conquistar seus objetivos. É o tipo de garota que gosta de aproveitar a vida, e que não quer nem um pouco se envolver com alguém.

Quando fazia faculdade pensou em logo após procurar um emprego na área de Relações Públicas, mas seus planos mudaram, e ela decidiu, juntamente com suas amigas Bia e a Thay, fazer um intercâmbio em Nova York. O que deixou vários de seus amigos e amigas tristes, e ao mesmo tempo felizes por ela, e seus pais bastante chateados, afinal, não queriam separar-se de sua filha querida.

Suas amigas vão primeiro e quando ela chega lá, antes do horário, acaba tendo que encontrar o edifício sozinha. O problema era que ela não sabia o número do apartamento, então teria que arriscar. Escolhe um apartamento e tenta a sorte. Tendo a certeza que seria aquele o apartamento, por causa das músicas, ela já entra abraçando... Bem... Não suas amigas.

— Ai, que saudade!! Agora vocês não se livram mais de mim! Eu amo vocês, suas periguetes safadas. 
— Ninguém nunca me chamou de periguete safada, mas se quiser pode colar em mim, que eu não me importo — uma voz rouca de homem com sotaque carregado, mas com português perfeito, fala e eu estremeço.
— Merda, porta errada!

Thomas é um cara muito bonito, que atrai várias mulheres e que deixa bem claro suas intenções: uma noite de diversão e nada mais. É ex soldado que durante o serviço sofreu um trauma e, por isso, tem que ir para consulta regular com um psicólogo, apesar de não achar isso necessário. O encontro com Mel promete trazer bastante confusão em sua vida. Coisa que ele detestava.

Os primeiros capítulos são bastante engraçados, e o livro com certeza trará uma estória bem legal e, aparentemente, com alguns segredos. O que esses dois irão aprontar juntos? Iriam deixar essa atração ser levada a algo a mais ou, caso acontecesse algo, iriam simplesmente curtir e caírem fora?

A escrita é leve e bem feita, tenho certeza que será um daqueles livros que a gente lê e acaba sem nem perceber... Mal posso esperar para o lançamento! E vocês?

Espero que tenham gostado!

💓


quarta-feira, 21 de junho de 2017

[RESENHA] Ensina-me a Amar

Autora: Suellen Mendes
Editora Independente
2017
29 Páginas

Sinopse: "Em pleno século XIX, uma jovem – casada – recebe uma carta destinada ao seu irmão recém falecido. Dividida entre a moral e a curiosidade, Abigail opta por descobrir o conteúdo do que tem em mãos. Na carta, Juan – melhor amigo de Alberto – confessa ao amigo o quanto está vivendo uma relação complicada com a esposa, grávida de poucos meses; além disso, o homem (ignorando que quem estará lendo a carta é Abigail e não o irmão dela, Alberto) confessa que ficou encantado pelos textos que a jovem mandava, sob um pseudônimo masculino, para serem publicados no jornal em que ele trabalhava. Movida pelo sentimento de gratidão e respeito ao remetente, a jovem escreve lhe contando o que houve com Alberto. A partir de então, os dois passam a viver meses de relacionamento por cartas; e a amizade que surge entre ambos aos poucos vai evoluindo para algo mais... Para uma paixão que os assusta e os fortalece quanto àquilo que acreditam ser o certo.

Uma paixão que acalenta, um amor que surge naturalmente, uma omissão que pode machucar...esses são os ingredientes desta trama que deu o que falar ao ser postada integralmente no blog São Tantas Coisas (conseguindo quase duas mil visualizações em um mês)."
Abigail é casada com Luís e mãe de Alana, que ainda é um bebê. Sempre quis ser escritora, o que era algo bastante julgado pela sociedade naquela época. Ainda lamentando a morte de seu querido irmão, Alberto, ela recebe uma carta destinada a ele, infelizmente ele nunca a leria. Então ela fica em dúvida entre ler a carta ou não. Afinal, ela foi escrita para ele.

Apesar da grande dúvida, ela decide ler e sente que está invadindo a vida do amigo de seu irmão. Mas continua e descobre na leitura que o irmão falara a este amigo, Juan, que ela escrevia. Enviando, inclusive, textos para que o mesmo lesse e pedindo para que ele a divulgasse, usando um pseudônimo masculino. O que a deixou um pouco chateada, mas a opinião do tal amigo logo a deixou feliz. Por fim, decide responder a carta, informando o que ocorreu com o seu irmão e agradecendo o elogio que o mesmo fizera a ela.

"Antes que pudesse pensar se o que estava fazendo era realmente a coisa certa a ser feita, a jovem pegou sua caneta-tinteiro e começou a escrever uma resposta a carta de Juan."

Juan também é casado, mas seu casamento não está muito bem e sua esposa corre grande risco de perder seu filho durante a gravidez. Ele é um editor de um jornal e ficou encantado com o jeito que a irmã de seu amigo escrevia. Podia sentir a emoção dela naquele papel. E quando recebeu a carta em resposta à sua, ficou ainda mais admirado, apesar da informação contida ser muito triste. Ele sempre teve vontade de conhecer a irmã do amigo, ficava imaginando-a conforme ele a descrevia, e agora essa vontade aumentou ainda mais.

"Então, antes que perdesse a coragem, cometeu uma imprudência. Juan escreveu uma nova carta, entretanto, desta vez o destinatário não era o querido amigo Alberto, mas sim a jovem senhora Abigail Nunes Alencar."

A partir dessas respostas, os dois começaram a ficar se comunicando através de cartas enviadas um ao outro. Até que, um dia, eles percebem que o sentimento entre eles está cada vez mais forte. Ambos sentiam aquilo, sabiam que era amor, mas eles não haviam esquecido de que já tinham construído uma família, eram casados e tinham filhos. Havia uma decisão importante a se tomar. Uma decisão que afeta toda a vida não só deles, mas das pessoas que estão ao seu lado.

"Você me mudou, sinto-me mais viva a cada palavra afetuosa que me destinas...”
Vocês podem adquirir o livro digital na Amazon, e o preço está maravilhoso!

Encontrem e sigam a autora:
Facebook
Instagram
O conto traz um amor real. Escrito de forma magnífica, com uma delicadeza nas palavras que tocam a nossa alma e mexe com tudo que acreditamos ser o amor. A forma como eles se comunicam, o crescimento de um sentimento tão bonito, a decisão que os dois têm que tomar. Tudo isso envolve o leitor de uma forma incrível! Uma história de amor diferente de muitas que somos acostumados a ler. E que prende o leitor a cada palavra.

Espero que tenham gostado!!

Helena.

domingo, 11 de junho de 2017

[RESENHA] Tudo por um Sonho

Autora: Ruth Arnaldo
2017
Amazon
223 Páginas

Sinopse: "Você tem um sonho? Rosa tem o dela. 
Mesmo sendo uma garota simples e que pouco conhece do mundo, fora da sua segura casa ao lado do pai e dos irmãos, uma chama queima no seu peito, ela sonha em ser uma atriz de sucesso, esse é o seu sonho e está disposta a vivê-lo. 
Você acredita no destino? Juan nem um pouco. 
Ele um jovem milionário, filho do todo poderoso das comunicações, dono da maior Rede de TV da Espanha, segue sua vida se divertindo em estampar matérias de fofocas de jornais e revistas com escândalos e confusões.
Em uma noite típica na vida de Juan Martinez seu mundo colidiu com o de Rosália.
Em um instante ele dirigia seu carro pela noite iluminada de Barcelona e no instante seguinte uma bela garota jazia desacordada nos seus braços... Quis o destino que Juan atropelasse Rosa nesta noite e a deixasse presa a uma cadeira de rodas... Mas, esse seria o fim dos sonhos de Rosa? 
Te convido a embarcar nesta história contagiante, quente e encantadora. Deixe-se envolver por este casal improvável, e apaixonante... E ao final desta jornada descubra-se inspirado a fazer 'Tudo por um sonho'. 
Mais um romance assinado por Ruth Arnaldo."
Rosália é uma garota forte e batalhadora. Ela tem um sonho: atuar. Seu pai e seus dois irmão são completamente contra. Na cabeça deles, essa não é uma profissão de garotas descentes, o que deixava Rosa ainda mais chateada. Mas ela não iria desistir, por causa deles ou de quem fosse. Certo dia, ela encontra uma carta destinada a seu pai, um segredo que durante todos esses anos ele guarda dela. A descoberta da verdade, as palavras duras de seu pai, tudo a deixou muito abalada, fazendo-a sair sem rumo e sem raciocinar direito.

"As lágrimas rolavam pelo meu rosto, eram lágrimas de raiva e frustração, eu não podia acreditar no que estava acontecendo. (...) Montei na bicicleta e saí em disparada, mesmo em meio as lágrimas que me cegavam. (...) Eu só queria apagar as palavras do meu pai da cabeça." 
Juan é um homem milionário, que vive se metendo em confusão. Vive em conflito com o  seu pai e tem um carinho imenso pela sua irmã, Camila. Numa noite, o caminho dele e de Rosa se cruzaram. Um acidente que mudaria a vida desses dois. Ele a atropela e ela acaba ficando sem andar por um tempo, e durante esse período, por se sentir culpado, Juan pagou os melhores médicos, e permaneceu ao seu lado em segredo. Ele, sem querer, acabou se apaixonando por aquela garota forte e tão doce. Rosa também se apaixonou completamente. Mas a mentira acabou lhe afastando dele, impedindo-os de viver esse sentimento.

"Quis o destino que em uma noite nosso caminho se cruzasse, sei que fui o idiota que a atropelou e a deixou em uma cadeira de rodas por longos meses. Mas, de todas as merdas que sempre fiz, nesta eu era inocente, e bastou eu encontrar seu frágil corpo no chão quando desci do carro que tudo mudou."
Mas Juan não desistiu. Queria proteger sua amada a todo o custo. Sabia que o mundo em que ela queria entrar podia ser perigoso demais para uma garota como ela. Rosa cursou artes cênicas e agora tentava entrar em um clipe de um cantor muito conhecido. Javier era amigo de Juan e, claro, ele estava lá para impedir que Javi se aproximasse demais de Rosa.

E foi aí que seus caminhos mais uma vez iriam se juntar. Dessa vez, ela não resistiu e resolveu tentar novamente. Afinal, durante muito tempo ele veio demonstrando seu amor. A mentira que ele contou a machucou e irritou bastante, seu pai também mentiu. Mas Juan realmente parecia arrependido, parecia ser aquele cara pelo qual ela se apaixonou perdidamente,

"Ela sorriu para mim e tudo estava no devido lugar. Finalmente ela era minha e eu lutaria para manter sempre assim."
Links para compra e mais informações sobre o livro:
Amazon
Skoob

Encontrem e sigam a autora;
Sou um pouco suspeita para falar, pois os livros da Ruth sempre me encantam. O romance desses dois é muito lindo. Mesmo depois de Rosa dizer que não o queria mais, por causa de sua mentira, ele não desistiu. De todas as formas tentava estar próximo a ela, ou de protegê-la de algum jeito. Quando eles decidem viver esse romance tudo fica ainda melhor. Mas as coisas nunca são fáceis, e esses dois tem que passar por muitas dificuldades juntos. O passado de ambos é realmente dolorido e complicado. E eles precisarão ser muito fortes, e seus sentimentos maiores que isso.

Esse livro é o primeiro da duologia Sonhos de Amor. Por não ter tido um final realmente concluído, deixa o leitor com mais vontade de ler. E é por isso que o segundo livro será lançado na Amazon amanhã, no dia dos namorados. Tudo por Amor está chegando! E eu já estou super ansiosa. Quem estiver curioso, pode ver o book trailer!

Espero que tenham gostado, tenham uma excelente semana!

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Anjos de quatro patas

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês
Espero que estejam ótimos!

Eu não estou tão bem assim. Essa semana perdi meu filho de quatro patas, e por que não dizer também: meu anjo. Eu não consigo entender o motivo de os cães viverem tão pouco, dizem que é porque eles já conhecem o amor pleno, são puros, e tem a missão de nos ensinar o verdadeiro amor. E isso eles fazem muito bem! Mas nunca é fácil.

Sempre quis ter cães, mas sabe o que era irônico? Eu tinha medo! Quando era criança meus pais me deram um, e eu ficava super assustada. Mas depois ele me conquistou de tal forma que eu não consegui mais viver sem esses seres tão maravilhosos. Tive vários cachorros, no momento só estou com minha pequena, mas mesmo com tantas perdas, não existe isso de se acostumar. A dor é a mesma.

Cães não são iguais, cada um demonstra seu amor de uma forma. E isso é o que diferencia um do outro. Alguns mais geniosos, outros mais doces. Mas todos são especiais. A perda de um amigo, anjo, filho, tão importante nos faz sofrer muito. Algumas pessoas não se deixaram tocar por esse amor tão puro, estes não compreenderão. Mas os que o tem, sentem na alma a perda.

Algo que as pessoas sempre falam, é que ao perderem um cão uma vez, não querem ter outro. Isso porque tem medo de sentir aquela dor tão grande novamente. Eu compreendo perfeitamente o quanto é difícil. Mas eu acho que deveriam procurar guardar as boas recordações e seu amor por aquele cão eternamente, e dar a oportunidade a um outro cão viver ao seu lado.

Essa semana eu chorei como a muito tempo havia chorado. Não conseguia fazer nada, fiquei completamente tomada pela dor. Foram 13 anos ao lado de um dos melhores cães do mundo. Aquele que cuidei dando mamadeira, porque a mãe morreu poucas horas após um parto complicado. Com a idade vieram várias doenças, e eu sempre ouvia as pessoas falarem de sua idade, dessas doenças. A gente pode até saber que, sim, um dia eles vão morrer, todos vamos, mas o coração não aceita, não quer. E a gente faz de tudo para tentar salvar. E, muitas vezes, salva. Por isso é importante fazer tudo o que puder.

Só que chega um momento, independente da idade, que nossos cães retornam ao céu em forma de anjos, dessa vez, com asas e não apenas patas. E sei que ambos sofrem, nós, e eles também. Porque eles também não querem ir. E saber disso também machuca demais. Mas, infelizmente, a vida é assim. Depois temos que tomar a difícil decisão de seguir em frente. O que não é nada fácil. Mas o tempo não espera a gente ficar bem.

E então começamos a tentar voltar para uma rotina, que, na verdade, não será tão igual a antes. Mas devemos procurar preencher o vazio no peito com amor, simplesmente. Aquele amor puro que recebemos durante todo o tempo que eles passaram ao nosso lado. Todas as brincadeiras e momentos maravilhosos juntos, devem ser carinhosamente guardados.
Eu acho que toda pessoa depressiva deveria ter um cão. Se você é ou se acha depressivo e tem um, está fazendo errado. Um cachorro sempre vai estar feliz ao te encontrar (a menos que ele esteja doente), sempre vai ficar te esperando na porta, pronto pra te encher de amor quando você entrar. Se ele perceber que você está triste, ele vai tentar te animar de alguma forma, e se ele não conseguir, vai ficar ali ao seu lado. E você vai se sentir melhor, acredite.

Sou uma pessoa bastante fechada, confesso, dificilmente você vai me ver na rua conversando com estranhos, ou até mesmo com conhecidos. Mas quando vejo um cão? Além da vontade de levar pra casa, não consigo resistir e fazer aquela "vozinha". Se eu estiver sem pressa e ele "der ousadia"? Ficamos ainda bastante tempo juntos. Eu sendo louca para as pessoas que nos verem, e nós aproveitando a companhia um do outro naquele momento. Claro que também não são todos assim, aqueles que já sofreram violência tendem a ser mais bravos ou assustados.

Por isso eu digo, só tenha um cão se realmente estiver disposto a abrir mão de várias coisas, se tiver dinheiro para gastar com brinquedos, veterinário... E se tiver paciência e amor o suficiente para ficar com ele até mesmo quando ele estiver com os dentes caindo. Não tenha só por ter, cães são amor em forma de animal, e sentem como a gente. Pensem bastante antes de tomar essa decisão.

"Um cachorro não precisa de carrões, casas grandes ou roupas de marca. Um graveto está ótimo para ele. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Dê seu coração para ele, e ele lhe dará o dele. 
De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?" (John Grogan)
Eu amo muito meu cão e sei que ele me amava muito também. Amo todos os outros e sempre irei amar. Sinto muita falta e sempre sentirei. Meu muito obrigada por tudo o que me ensinou e por ter vivido esse tempo ao meu lado.
Se você tem um cão que costuma destruir objetos, tente não ficar tão chateado, dê bronca sim, mas lembre-se do pouco tempo que eles passam ao nosso lado. E depois? Farão muita falta. Quem perdeu um cão, não desista de ter outro, todos eles merecem ter a chance de amar e serem amados. Quem tem receio de criar um cão pelo medo da perda, lembre-se que eles nos ensinam, através dela, a valorizarmos nosso tempo. Não tenham medo de se entregar a um sentimento tão bonito.

Os trechos que destaquei aqui são de um livro cheio de momentos, que fala do real sentimento por um cão, e que acho que quase todos conhecem: Marley e Eu. Até hoje não consegui ler o livro completo porque choro só em começar (meu recorde foram umas 19 páginas). Mas acho muito lindo e são uma das melhores descrições desse amor. E é com um deles que vou encerrar a publicação de hoje.

"Poderíamos ter comprado um pequeno iate com o que nós gastamos com o nosso cachorro e tudo que ele destruiu. Mas, me pergunto: quantos iates ficam esperando junto a porta o dia inteiro até você voltar? Quantos vivem esperando a chance de subir no seu colo ou descer a colina com você em um tobogã, lambendo o seu rosto?" 
(John Grogan)

domingo, 4 de junho de 2017

[DICAS E CUIDADOS] Antiderrapantes para cães

Boa tarde, pessoal! Tudo bem com vocês?

Como vocês devem ter percebido, eu dei uma pausa bem longa de falar sobre tratamentos e indicações de produtos que foram feitos/usei em meus cães, que são idosos e, também por isso, têm passado por vários problemas de saúde. Assim como em seres humanos, quanto mais velhos, mais problemas eles podem vir a ter. Devendo estes serem evitados ou tratados de forma correta e com muita dedicação do dono. Já que eles podem ficar mais sensíveis e bastante estressados.

De forma alguma faço essas publicações visando substituir um médico veterinário, em hipótese alguma vocês devem deixar de levar seu cão a um que seja responsável e comprometido (já tive muita raiva com alguns), são apenas dicas de coisas que usei e/ou fiz em meus cães e que deram certo.

Antes de falar sobre antiderrapantes, queria citar rapidamente dois dos riscos que os cães correm ao andarem por lugares escorregadios. Quedas que ocasionem fraturas ou deslocamento de algum osso de seu animal, são importantes exemplos. Elas ocorrem em cães de todas as idades, mas o cuidado deve ser redobrado em cães idosos e, mais ainda, quando estes têm um grande porte.

Dois de meus cães sofreram com uma doença chamada erliquiose canina, um infelizmente veio a óbito, isso para vocês verem o quão grave essa doença é e, não se enganem, apenas um carrapato é suficiente para transmiti-la. O outro sobreviveu, mas ficou a dúvida se o que ele sofre agora é uma sequela da doença, apenas devido à idade (13 anos) ou ambos. Apresento-lhes meu filho idoso:
Meu cão agora tem dificuldade em andar, fica com a parte traseira um pouco baixa, como se tivesse com muito peso em cima, e, nos piores dias, sinais claros de muita dor. Sintomas de displasia coxofemural, que eu vou falar melhor para vocês em um outro post. Essa doença é bem grave e, pelo menos nos artigos que li, não tem cura, o que se pode fazer é um tratamento visando minimizar seus danos e proporcionar uma vida melhor ao seu animal.
Uma das coisas que mais podem agravar essa doença são pisos escorregadios, que faz com que o animal tenha uma facilidade maior em cair e se machucar gravemente. Pesquisei na internet várias opções de formas para evitar que o animal escorregue, entre elas temos o uso de meias, sapatos, ceras, adesivos, tapetes, emborrachados... Enfim, diversas opções bem interessantes.

Meus problemas foram o fato de não ter condição financeira de fazer um tratamento antiderrapante no piso de todo o local onde meus cães andam, o uso de cera no piso também sairia caro por causa do tamanho do local, os adesivos para as patas são comprados apenas no exterior, tapetes e emborrachados em toda a área também seria ótimo, mas mais uma vez tem o fator tamanho da área, e sapatos e meias estão fora de cogitação por mim e meus cães, eles não aceitam e eu acho um pouco "sufocante" aquilo em suas patas (mas isso sou eu, quem já tem o cachorro acostumado a usar, é uma boa!).

Então eu precisava de uma outra alternativa. Foi quando, pesquisando, encontrei uma loção hidratante e antiderrapante para patas de cães, da Pet Glove. Primeiro fiquei pensativa ao ler "hidratante" e "antiderrapante" juntos, porque geralmente "hidratante" me vem a ideia de "liso" e "escorregadio", mas por ser a melhor alternativa no momento, resolvi arriscar. O valor varia com o site de compra, ficando entre R$ 30,00 e R$ 40,00, e, apesar do tamanho do frasco, com certeza rende muitas aplicações (cuidado com a quantidade que você aplica!).
Na descrição do produto tem que ele serve como hidratante dos coxins (almofadinhas das patas), protege as patinhas do calor e do frio, tem efeito antiderrapante, além de conter óleo de calêndula, Aloe vera e D-Pantenol, tendo também ação cicatrizante. Comprei no site da Pet Love e esperei ansiosamente para o produto chegar.

O Resultado

Minha maior dificuldade foi o meu cachorro ficar quieto pra eu passar a loção nos coxins. Quando ele viu e sentiu o cheiro (muito bom por sinal) já ficou desconfiado. Mas, mesmo com toda a teimosia dele, consegui passar o produto e o resultado foi muito legal.

Não esqueçam que as patas devem estar limpas para a aplicação, não adianta nada você aplicar com as patas sujas de areia, por exemplo.  Além disso, tem que esperar a pele do animal absorver a loção e esta deve estar "sequinha" na pata dele. O número de aplicações varia, para o meu, no máximo uma semana, mas vocês podem se informar com o veterinário ou observar seu cão.
Ele realmente não escorregou mais e ficou super animado com isso! Saindo correndo pra todo lado! E acho que eu fiquei tão ou mais feliz quanto ele! Então, fica essa dica para todos vocês que querem alternativas para evitar que seu cão escorregue, evitando diversos machucados.

Quem quiser ler os demais posts sobre cães que fiz aqui no blog, é só clicar na categoria Animais, localizado na coluna direita, bem aqui ao lado.

Espero que tenham gostado!

Abraçoo da Helena 💜
Fontes (imagens e texto):

terça-feira, 23 de maio de 2017

[RESENHA] Conto: Chaplin e sua rosa

Autora: Alice Raposo
Amazon
Ano: 2015
4 Páginas

Sinopse: "Os momentos existem para serem vividos, não deixe para depois o que hoje está a sua disposição. Esqueça os espinhos e aprecie as rosas."

O conto fala sobre Carlitos, um andarilho que em uma das mãos usa uma bengala de bambu e na outra traz consigo uma rosa. Ao ver uma moça que lhe chama a atenção ele lhe entrega a flor, que a deixa encantada, mas cada vez que vê o espinho ela a deixa de lado e sequer olha para aquele que a entregou.

"A moça continuava a ver a rosa e se embriagar com seu perfume e a admirá-la, mas, ao perceber o espinho, continuava arrancando-o e jogando-o de lado, sem se direcionar para o cavalheiro."

Até que um dia ela tem uma grande surpresa, mas infelizmente ele já tinha ido embora. Por causa dos espinhos, ela perdeu a oportunidade de estar ao lado de uma pessoa tão especial. E sentada ali, só queria poder recuperar o tempo perdido.

Vocês podem adquirir o livro na Amazon e adicionar no Skoob!

Encontrem e sigam a autora:
Instagram
Facebook
Site
Resumi bastante porque o conto é bem curto e queria deixar vocês com vontade de ler. É bem simples, bem escrito, daquele jeitinho meigo que a Alice Raposo costuma escrever. E com uma mensagem muito linda, como também é de costume da autora.

Não devemos deixar as oportunidades passarem, não devemos desistir da flor por causa de seus espinhos. A vida não é fácil, ao se lutar pelos sonhos diversos obstáculos irão surgir, mas depois de tanta luta, valerá a pena.

Espero que tenham gostado!

Abraçoo da Helena 💓